quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Carta para 2016 - Carla Pepe


Carta para 2016
By Carla Pepe

Querido 2016

Que bom que você chegou assim fresco, lindo, novo, cheio de luz. Desejo que seja onírico, descalço, levemente despreocupado.

Que possamos bater longos e frutuosos papos, aonde a riqueza de escutar e ser escutado, seja maior do que a vaidade de fazer a nossa teoria prevalecer.

Sei que inevitavelmente más notícias virão: tragédias ambientais, a exploração sobre ser humano está cada vez maior, crises existenciais, econômicas estão aí nas previsões. Que possamos nos dar as  mãos para enfrentar juntos, enquanto tivermos amigos tudo será possível.

Também peço papos inteligentes, pessoas inteligentes, filmes agradáveis, musicas gostosas. Beleza é muito mais do que estética.Nos ajude, caro 2016, a nos libertar dos padrões que engessam nossa visão. Que possamos ter várias visões sobre a vida, o mundo, o ser.

Desejo que minha viagem de redescoberta siga em boas companhias, que me ajudem a me divertir, a rir das minhas próprias bobagens. Que sejam companhias dos dias sem sorriso, dos dias em quero parar e elas estão lá, dizendo vamos contigo. Que eu tenha companhias para rir de tudo, para discutir coisas sérias.

Também espero continuar a pular na piscina, almoçar nos lugares preferidos, ser criança com meus três tesouros. Com eles sou sonho, sou céu, sou vida. Caro 2016, mantenha-os sempre por perto, pois eles mantém minha utopia de um mundo melhor vida dentro de mim. É por eles e para eles que sigo lutando.

Por fim, desde já, agradeço caro ano, tua generosidade em estar conosco 365 dias. Que seja dias repletos de: poesia, música, sol, chuva, frio, coloridos, perfumados. Livre-me dos mal humorados e dos mão de vaca (aqueles que economizam amor, afeto, alegria, diálogo, vida, pulsão).

Um beijo com gosto de alecrim e rosa
da sua sempre amiga
Carla





Postar um comentário