quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Sobre noiva gorda, amor e lugar de fala

Sobre noiva gorda, amor e lugar de fala

Amiga magra, você não é gorda! Você pode até estar acima do peso, mas gorda não é. Gorda, obesa, obesidade é doença e existem medidas antropométricas que falam sobre isso. Para você deve ser dificil mesmo, estar acima do peso. Entende que precisa perder? Faça o que achar melhor. Seja feliz, você é livre.

Mas existe um lugar de fala e por respeito e inteligência, você deveria começar a pensar. Gordo tem dificuldade de encontrar roupas em lojas de departamento, de sentar no banco do avião, são alvo de piadas sem graça. Tem gente que acha até que gordo não pode ter cabelo curto ou usar barriga de fora.

Eu uso o que eu quiser. Cabelo curto, barriga de fora, tudo de fora. Me sinto gata, gostosa, maravilhosa. Me olho no espelho sem medo de ser feliz. Quando casei, perdi peso, porque tinha perdido minha mãe, mas sofri das mesmas pressões. Precisa perder peso para casar, precisa perder peso para engravidar. Mas gente, não preciso perder peso para nada disso.

Perder peso - no caso de quem é obeso - é importante para a saúde. Mas esse discurso vem sempre junto. Aí vejo amigas super mega power resolvidas que não são tao resolvidas assim. Problema delas? Claro que não. Problema de uma sociedade de diz que para sermos felizes, lindas e plenas precisamos de um corpo magro.

Eu sou muito mais feliz hoje do que muitas mulheres magras que eu conheço. Minha felicidade está ligada a um processo de autoconhecimento, de compartilhar, de ser mais honesta, mais real. Eu sou amor, respiro amor...E o meu amor se expressa fora do kg da balança.

Quer casar? case. Quer ter filhos? tenha. Quer se separar? separe. Quer fazer uma nova faculdade? faça. Quer sair correndo por ai e ficar magrela? corra. Faça o que quiser, mas por favor, respeite quem é diferente de você e trava lutas diárias que não são as suas.




sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Sobre gordofobia, relações sociais e resistência.

Sobre gordofobia, relações sociais e resistência.

Todos os dias escuto pessoas relativamente magras se achando gordas. Mães preocupadas que seus filhos fiquem gordos. Considero tudo muito legal. Mas eu sou gorda real. Braços, pernas, bunda, peito, barriga.

Desejo perder peso? Desejo. Não, na velocidade da luz. Sou obcecada com meu peso? Não. Ele não define quem sou. Mas, muitas vezes, define como me vêem. Muitas pessoas pensam que eu deveria aceitar qualquer situação, por ter um corpo gordo. Muitos homens me consideram carente, por ter um corpo gordo. Muita gente me vê sedentária, com pouco vigor, por ter um corpo gordo.

O que sou? Sou poeta, escritora, busco uma existência singular, atrevida, ousada, adoro fotografar, ser fotografa, amo meu trabalho e o faço de forma brilhante. Sou linda, tenho um sorriso cativante, uma alma repleta de amor. Sou mãe de uma menina linda que se inspira em mim para tantas coisas, inclusive tem orgulho da mãe-poeta. Sou mulher repleta de desejos, livre, segura. E nada disso é estático, tudo isso pode mudar há qualquer momento.

Muitos amigos fazem sim comentários muito bem intencionados, mas tão opressores quanto o sistema que os oprimem. Mulheres são pressionadas pela estética e por mais amigas, maravilhosas que sejam, também sofrem opressões e repetem a fala do sistema que as oprimem. Tudo que é fora do padrão, sempre vai incomodar um sociedade que procura segregar pessoas em caixas.

Eu escolho seguir a linha de um pensador francês - Dejours - que entende saúde como ter caminhos e ferramentas para enfrentar diferentes situações. Afinal, somos singulares, sujeitos a formas distintas de opressão, discriminação, genética e pensamento.

Meu corpo, meu
Sagrado!
Repleto de amor
Profano!
Meu corpo, meu
Insano!
Não é público.
Não é seu!
Carla Pepe


segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Minha liberdade - Carla Pepe

Será que entendes a minha liberdade? 
De estar apenas com quem tenho vontade?
De não querer amar pela metade.
De ser lembrada e deseja sem caridade.
Mereço castelo e anéis de jade.
Até mesmo que atravesse a cidade.
Se não for desse jeito, nem me venha com falsidade.
Porque eu sou livre, seu moço, com toda dignidade.
.
.
Carla Pepe
Morena Flor 🌹
.



Loucura de Zeus - Carla Pepe

Por entre suas pernas me delicio. 
Molho minha barba, colho benefício. 
Conduzo você a loucura. 
Entre as paredes não existe candura. 
Morena, teu corpo é pedra preciosa.
De poucos pelos, tu é maliciosa.
Flor de formusura em teus lábios quero te ver gozar.
Prende minha cabeça, sou naufrago no teu mar.
E nesta aventura pirata
Desvendo tesouros
Mas você sempre esconde seu ouro.
E se vai pela noite escura.
Me deixa sozinho, maluco e sem cura.
Essa paixão por você.
É loucura de Zeus.
.
Carla Pepe
Morena Flor 🌹




Dedos... Carla Pepe

Teus dedos impregnados da minha essência.
Chego a enlouquecer.
Beijo tuas mãos molhadas à espera do que vai acontecer.
Meu íntimo está úmido nada aqui é sem querer.
Sou um espírito livre, em busca do pleno prazer.
.
Carla Pepe
Morena Flor 🌹



Bumday - Carla Pepe

Queria morder-lhe a bunda.
Surgir por traz.
Devora-la como jamais. 
Uma noite inteira cheia de rituais.
Sonhava com aquele traseiro.
Em colocar-lhe um travesseiro.
E beijar as duas metades por inteiro.
Passar o domingo lhe rendendo homenagens.
Sentindo o prazer daquela loucura misturada com vadiagem.
.
.
Carla Pepe
Morena Flor 🌹







quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Evanescer

Evanescer

Encosta tuas asas
Tira uma folga da vida.
Aprecia o caminho.
As flores e até seus espinhos.
Seca tuas lágrimas que formaram o rio.
Uiva para lua tal como gata no cio.
Repousa teu corpo na grama molhada de orvalho.
Espera, dama da noite, que a aurora já vem.
Você é fascinante.
No horizonte, vai muito além.
Por hora, apenas recolhe a esperança.
Tal como estrela da noite.
E o sonho da tua criança.
O sol não tarda em nascer.
Desejo ver tuas asas se abrirem.
E pelo céu, você, planar até evanescer no ar.

Carla Pepe
Morena Flor