segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A Porta - Carla Pepe

Porta
 By Carla Pepe

Fecho a porta, giro a chave.
Lá dentro ficam sonhos, mundos, risos.
Ficam também lágrimas, gritos.
Fecho a porta, olho para trás.
Te vejo sorrindo e dizendo não vou atrás.
Te vejo acenando mandando seguir.
Pedindo para eu não desistir.

Sigo sem esmorecer.
Não me deixo abater.
Eu caio, levanto.
Se canso me sento,
Mas logo levanto, sem desalento.
Aquela porta não se abre mais.
Lá fora ficaram aqueles que não verei jamais.

Mas outras portas hão de abrir,
E eu sei que vou voltar a sorrir.
Um dia, uma porta a mais, vou abrir
E sorrir, sorrir, sorrir.
E nesse dia, poderei enfim recostar

E sentir o vento suave do amar. 


Postar um comentário