domingo, 18 de outubro de 2015

Nasci assim - Carla Pepe


Nasci assim 
By Carla Pepe 

Eu nasci da pedra e do aço. 
Das flores e do maço de jasmim. 
Vivo e sempre renasço. 
Nos beijos molhados.
No abraço apertado. 
No sorriso de carmim. 
Nas noites de paixão. 
Na partilha do pão. 
No olhar sem fim.
Me lanço destemida. 
Serei gentil bailarina. 
Mas também sofrida Severina. 
Pois vida que é vida 
É duelo de amor e de fé. 




Postar um comentário