segunda-feira, 26 de outubro de 2015

A Casa - Carla Pepe

A casa
By Carla Pepe


Lá no fundo do quintal ficava a casa.
Tinha uma cor indefinida, um descascado na pintura
As janelas empenadas.
Feita de tijolo e cimento, não tinha nada demais.
Mas trazia lembranças de uns tempos atrás.
Tempos de sonhos
Tempos bisonhos.
Tempos de fantasia e nada mais.
A casa guardava lembranças.
De andanças.
Das mudanças.
Das inseguranças.
Da família que busquei.
Dos laços que achei.
O engraçado é que lá pouco morei.
Mas o pouco, pareceu eterno, pois foi lá que deixei....
Enterrado no fundo do quintal...meu coração,
Que chora de saudade...
Saudade da mãe,
Saudade da vó,
Dos sonhos perdidos,
Dos esquecidos.
Do porto seguro,
do retorno garantido.
Do ombro amigo e do sorriso preciso.

A casa que sempre pareceu me tragar.
Foi também sinal de liberdade, de mudança.
Da possibilidade de outra vida.
De escapar, de fugir, de enfrentar.
Hoje a casa deixa de ser concreta
Para ser infinita.
Deixa de ser bonita, para ser linda.
Deixa de ser casa, para ser...vida





Postar um comentário