terça-feira, 9 de agosto de 2016

Afinal o que é belo - Carla Pepe

A forma como nos enxergamos é fruto da construção da nossa psiquê. No que diz respeito a beleza, ela é construída sob padrões que não condizem com boa parte dos homens e mulheres brasileiros. O ser humano precisa de normas e talvez não consigamos nos ver livres deles. Até o plus size agora é um deles.
O que podemos com nossa capacidade criativa ilimitada é estimular a maior diversidade visível de modelos de beleza. Corpos diversos, padrões diversos: brancos, negros, altos, baixos, gordos, magros, flácidos, marombados. Afinal, até a Gracianne achou seu belo amor.
Uma dica revolucionária aos que pretendem transformar sua vida: FAÇAM AMOR. AMEM-SE ARDOROSAMENTE. SEJAM TRANSGRESSORES EM SE AMAR. AFINAL SEU CORPO É SEU COMPANHEIRO ATÉ O FINAL DA SUA VIDA.
E outra dica: coloquem as coxas de fora, a barriga, os peitos, o que quiserem. Seu corpo não foi feito para uma camisa de força. Foi feito para o amor e para a liberdade de ser o que quiser. De existir. De resistir.
Não se surpreenda se no meio desse processo todo a pessoa mais linda no espelho for: VOCÊ!!!
Postar um comentário