segunda-feira, 9 de maio de 2016

Dias de abraço - Carla Pepe

Dias de abraço
By Carla Pepe
‪#‎Carla440‬
Ei Poeta!
É voce!
Vem cantar a lida
da moça tão linda
que anda tão sofrida.
Ela anda chorando pelos cantos.
Tecendo o pranto.
Do rapaz da feira.
Ela anda cansada
De lutar de todo dia
para ser amada
pelo que ela é.
Quer sair sem maquiagem.
Andar em baixa voltagem.
Apenas ser na vida mulher.
Hoje ela está tão ferida.
De lutar aguerrida.
Pois arte imita a vida.
E ela anda assim sofrida.
Vem, poeta, dê-lhe um abraço,
retira o cansaço
sê gentil trovador.
Ela hoje não quer gozo nem firula,
só quer um pouco de alma, bondade e calor.


Postar um comentário