segunda-feira, 9 de julho de 2007

Deus em mim

Deus em mim
Carla Pepe

Deus em mim
Sentir sopro suave, brisa que acalma.
Falar de amor breve, de perdão infinito.
Ouvir tristezas cortantes, saudades incessantes.
Tocar corações contritos, ser abrigo.
Olhar profundamente, ser exatamente pedaço de céu.
O outro em mim...
Deus em mim...
Fagulha, centelha, faísca.
Brisa, fogo, sopro.
Deus é infinito na minha finitude.
Deus é movimento, na minha acomodação.
Deus é abrigo no meu desalento.
Deus é perdão na minha ingratidão.
Deus é amor no minha desolação.
Vento, mar, tempestade, medo, solidão.
Olhar, tocar, falar, ouvir, sentir, vida.
Amor, perdão, paz, gratida, Deus.
Postar um comentário