segunda-feira, 12 de novembro de 2007

É por isso que o mundo não acaba...

Quem vai cuidar de Claudia? Esse foi o artigo que li hoje no JB. Era sobre a queda do avião em São Paulo. O avião caiu sobre uma casa de pessoas pobres e uma menina de 11 anos, chamada Lais, quase como Barão Munchausen salvou a si mesma como que puxando pelos seus cabelos. Ela gritou e, juntamente com os bombeiros, abriu espaço para ser salva. E ali cheia de ferimentos perguntava insistentemente por sua amiga Claudia. Dizia exatamente onde Claudia estava. Claudia, de 16 anos, era sua amiga e as duas estavam falando "coisas de meninas" quando o avião caiu. Claudia perdeu todos os seus parentes: mãe, pai, irmã, avó e seu sobrinho de 9 meses. Laís, já em casa mas com ferimentos, só consegue pensar em quem vai cuidar de Claudia, agora que está sozinha no mundo. Ela esquece seu próprio sofrimento e vai pensar na amiga, no cuidado com sua amiga mais querida. Claudia encontra-se internada com saúde física e mental frágil. O que percebi ao ler essa matéria é que Laís, em sua pequenez, fez-se enorme na sua capacidade de amar, tornou-se luz e esperança. O coração de Laís bate no compasso da dor de sua amiga. Laís faz o que Cristo ordenou a cada um de nós: amai-vos uns aos outros como eu vos amei. E hoje lendo esse relato entendo o que Cristo dizia "deixai vir a mim as crianças pois delas é o reino dos céus." Afinal, só do coração de uma criança pode brotar amor tão imenso, tão desprovido de egoísmo, tão singelo e puro. São atos como esse que tornam o mundo um lugar mais fácil de se viver, é por isso que ele - o mundo - não acaba.
Postar um comentário