domingo, 16 de setembro de 2007

Maria, minha mãe
(Carla Pepe)

Um dia teu sorriso se apagou.
Fez-se noite em meu viver.
Lágrimas rolaram da minha face.
A tristeza tomou todo o meu ser.
E a vida que era dura, virou pedra. E a saudade apertou meu coração.

Você me ensinou tantas coisas,
me fez bela, forte, livre e sincera.
Me marcou com carinho, foi fiel.

Cada dia sem você é difícil,
sem farol, sem direção.
Mas Maria, se fez mãe em minha vida,
e me deu a sua interseçao.
Minha mãe, minha amiga serena,
um dia no céu te verei.
Por enquanto vou vivendo, com Maria,
minha mãe adotiva e fiel.
Postar um comentário